Edifício Louveira
Wikimedia História e Arte

Entre os primeiros bairros planejados de São Paulo, Higienópolis se destaca por ter sido o pioneiro a contar com saneamento básico completo (sistemas de abastecimento de água e coleta de esgoto) desde que foi implantado, na década de 1890. Daí veio o seu atual nome, que significa algo como “cidade da higiene”; e digo atual pois, ao  ser concebido, levava o nome de Boulevard Bouchard, em homenagem a um dos responsáveis pela concepção do bairro, o alemão Martinho Bouchard – o outro foi o também alemão Victor Nothmann, que acabou batizando “apenas” uma rua no bairro vizinho dos Campos Elíseos.

Walking Tour Higienópolis, um bairro de revolucionários dia 25 de novembro

No domingo, dia 25/11, a partir das 15h vamos conhecer alguns estes edifícios emblemáticos do bairro acompanhados por um arquiteto e guia de turismo que vai contar sobre estes lugares, história e curiosidades. Nosso passeio irá  mostrar  que a História do bairro é rica em eventos que, surpreendentemente, podem também considerá-lo como ousado, inovador, rico em experiências de vanguarda. Enfim, um bairro verdadeiramente revolucionário!

Alguns destaques  dos lugares visitados: Parque Buenos Aires,  Edifício Santo André, Edifício Prudência e Capitalização, Vila Maria / Iate Clube de Santos (casa de Dona Veridiana), Vila Penteado / FAU-USP, Edifício Cinderela, Cemitério da Consolação finalizando no Bar Higienópolis.

Inscrições antecipadas: contato@passeiosbaratosemsp.com.br R$ 35 por pessoa.

Não é de se surpreender que o primeiro bairro “higiênico” paulistano fosse ser ocupado pela então elite econômica local, que agora migrava para lá vinda dos Campos Elíseos, a então única urbanização planejada da cidade. Os casarões em terrenos amplos deram a cara que marcaria o bairro por algumas décadas, até que os primeiros edifícios residenciais começassem a ser erguidos nos anos 1930 e 1940. Hoje, Higienópolis é um resumo da sua própria história, e a convivência entre os antigos casarões preservados e os primeiros exemplares de arquitetura moderna potencializa aquele seu charme que a gente tanto gosta. A seguir eu selecionei algumas dessas construções que também contam um pouco da trajetória do bairro.

Iate Clube de Santos Divulgação

Iate Clube de Santos
Divulgação

Iate Clube de Santos

A mais antiga dessa lista é também a mais escondida para se ver da rua. Situada no lado oposto à entrada principal, a casa onde morou Dona Veridiana da Silva Prado pode ser espiada mais de perto pela rua General Jardim, lá nos fundos do terreno. Construída em 1884 com referências italianas e francesas, foi ponto de encontro para intelectuais, artistas, empresários e políticos por muito tempo, até que em 1959 se tornou sede do São Paulo Clube e, em 2008, a atual sede paulistana do Iate Clube de Santos. Site Iate Clube de Santos. Av. Higienópolis, 18. Tel.: (11) 3155 4400. Visitas somente em eventos e ocasiões especiais. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel

Centro Histórico e Cultural Mackenzie Divulgação

Centro Histórico e Cultural Mackenzie
Divulgação

Centro Histórico e Cultural Mackenzie

Hoje um espaço cultural de atividades diversas, o CHCM está instalado no Edifício Mackenzie, erguido entre 1894 e 1896 para sediar a primeira Escola de Engenharia privada do Brasil. Tombado nos anos 1990, teve a sua restauração finalizada em 2004, quando foi também adaptado para o seu novo perfil de uso, preservando a memória da instituição e a história da ocupação da região. Site Centro Histórico e Cultural Mackenzie. Rua Maria Antônia, 307 ou Itambé, 143. Tel.: (11) 2114 8661. Segunda a sexta, das 9h às 21h; Sábado, das 10h às 16h. Entrada gratuita. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel

Sede do IPHAN-SP Divulgção

Sede do IPHAN-SP
Divulgção

Sede do IPHAN-SP

Sede da superintendência paulista do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 2010, a antiga residência de D. Sebastiana de Sousa Queirós foi construída em 1910. Típico exemplar em estilo eclético – talvez o mais popular para este tipo de construção, na época – da chamada arquitetura civil paulista do período republicano, preserva muito bem o espírito dos primeiros anos de ocupação do bairro. Site IPHAN-SP. Av. Angélica, 626. Tel.: (11) 3826 0744. Visitas com agendamento pelo email iphan-sp@iphan.gov.br. Entrada gratuita. Metrô: Estação Marechal Deodoro (Linha 3/Vermelha). Ônibus: Linha 177H-10: Metrô Santana – Cidade Universitária; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel; Linha 508L-10: Term. Princesa Isabel – Aclimação (circ.); Linha 719P-10: Terminal Pinheiros – Metrô Armênia; Linha 719R-10: Rio Pequeno – Metrô Barra Funda; Linha 805L-10: Term. Princesa Isabel – Aclimação (circ.); Linha 874T-10: Ipiranga – Lapa; Linha 877T-10: Vila Anastácio – Metrô Paraíso

Vila Penteado/FAU Maranhão Claudio Zeiger

Vila Penteado / FAU Maranhão
Claudio Zeiger

Vila Penteado / FAU Maranhão

Talvez o mais relevante entre os poucos exemplares arquitetônicos do estilo Art Nouveau na cidade, é de autoria do sueco Carlos Ekman e foi erguida como duas casa em uma, em 1902, para abrigar duas das famílias mais importantes de São Paulo na época, a Prado e a Penteado. Abrigou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP de 1949, quando a casa foi doada à instituição, a 1968, ano em que foi inaugurada a Cidade Universitária. Hoje, ali funcionam a sede e os cursos da Pós-Graduação dessa mesma faculdade.Site FAU – USP / Vila Penteado. Rua Maranhão, 88. Tel.: (11) 3017 3159. Visitas com agendamento pelo email comunicacaofau@usp.br (Tratar com Rosana). Entrada gratuita. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel

Instituto Italiano de Cultura Divulgação

Instituto Italiano de Cultura
Divulgação

Instituto Italiano de Cultura

O casarão erguido em 1922 no estilo francês foi residência da família de Oscar Rodrigues Alves até passar a abrigar o Círculo Italiano, que ali esteve de 1958 a 1965. Em seguida, foi comprado pelo governo italiano e virou o Consulado Geral da Itália na cidade até 2005. Hoje é ocupado pelo Instituto Italiano de Cultura, órgão oficial do governo italiano em São Paulo, fundado em 1945, que tem como objetivo promover a cultura e as tradições do país por aqui, assim como a sua relação com a cidade e o Brasil. Site Instituto Italiano de Cultura. Av. Higienópolis, 436. Tel.: (11) 3660 8888. Segunda a quinta, das 9h às 18h; Sexta, das 9h às 13h. Entrada gratuita. Ônibus: Linha 177H-10: Metrô Santana – Cidade Universitária; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel; Linha 508L-10: Term. Princesa Isabel – Aclimação (circ.); Linha 719P-10: Terminal Pinheiros – Metrô Armênia; Linha 719R-10: Rio Pequeno – Metrô Barra Funda; Linha 805L-10: Term. Princesa Isabel – Aclimação (circ.); Linha 874T-10: Ipiranga – Lapa; Linha 877T-10: Vila Anastácio – Metrô Paraíso

Edifício Prudência Wikimedia

Edifício Prudência
Wikimedia

Edifício Prudência

Projeto do renomado arquiteto Rino Levi e de Roberto Cerqueira Cesar, inaugurado em 1948, foi um dos primeiros exemplares de arquitetura moderna no país e representou uma inovação por meio da planta dos seus apartamentos, que podia ser adaptada livremente. O paisagismo e os azulejos no hall de entrada são obras de Roberto Burle Marx, outro grande nome que deixou a sua marca por ali. Avenida Higienópolis, 235. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel

Edifício Louveira Wikimedia

Edifício Louveira
Wikimedia

Edifício Louveira

O que primeiro chama a atenção nesse conjunto de dois edifícios é a integração entre o seu térreo ajardinado, as ruas e a praça Vilaboim, logo em frente. Está entre os pioneiros da verticalização do bairro, tendo sido finalizado em 1949 como um dos principais representantes da arquitetura moderna em Higienópolis. O seu projeto é assinado pelos arquitetos Vilanova Artigas – também responsável pelo Estádio do Morumbi e pela sede da FAU/USP – e Carlos Cascaldi. Praça Vilaboim, 144. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida

Edifício Lausanne Wikimedia

Edifício Lausanne
Wikimedia

Edifício Lausanne

Talvez a sua principal característica seja a fachada dinâmica, que vai mudando de “cara” conforme as venezianas brancas, verdes e vermelhas são deslocadas para abrir ou fechar as suas janelas. O responsável por esse projeto de 1958 foi o arquiteto Franz Heep – o mesmo autor do célebre Edifício Itália – e além de ser um dos ícones modernistas do bairro, esteve entre os primeiros edifícios de habitação coletiva concebidos para a classe média paulistana.Avenida Higienópolis, 101. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel

Edifício Bretagne Wikimedia

Edifício Bretagne
Wikimedia

Edifício Bretagne

Um dos pioneiros do conceito de prédio-clube na cidade, já que contava com piscina, salão de festas, restaurante, piano-bar e um jardim na cobertura, o Bretagne foi concebido pelo polêmico João Artacho Jurado, que, apesar de também ser responsável por outras construções bem conhecidas por aqui, não tinha formação na área. Na época de sua inauguração, em 1959, o prédio foi bastante criticado por misturar vários estilos e cores, mas hoje é tombado como patrimônio da cidade e chegou a ser eleito pela revista inglesa Wallpaper como um dos melhores edifícios do mundo para se viver. Avenida Higienópolis, 938. Ônibus: Linha 408A-10: Machado de Assis – Cardoso de Almeida

Edifício Abaeté Wikimedia

Edifício Abaeté
Wikimedia

Edifício Abaeté

O grande destaque da sua arquitetura são as venezianas da fachada, todas instaladas em uma mesma estrutura externa, gerando um efeito estético bem interessante que varia de acordo com a posição em que forem colocadas. Esse foi o primeiro projeto de um edifício residencial do seu autor, o arquiteto Abrahão Sanovicz, tendo sido finalizado em 1968. Rua Pará, 222. Ônibus: Linha 177H-10: Metrô Santana – Cidade Universitária; Linha 475M-10: Jd. da Saúde – Term. Amaral Gurgel; Linha 508L-10: Term. Princesa Isabel – Aclimação (circ.); Linha 719P-10: Terminal Pinheiros – Metrô Armênia; Linha 719R-10: Rio Pequeno – Metrô Barra Funda; Linha 805L-10: Term. Princesa Isabel – Aclimação (circ.); Linha 874T-10: Ipiranga – Lapa; Linha 877T-10: Vila Anastácio – Metrô Paraíso

Tem alguma sugestão para esta lista?


Formado em Arquitetura e Patrimônio Urbano, Flavio tem um interesse especial por cidades e suas histórias. Conhecer e divulgar as atrações e a cultura de um lugar, fazendo com que os seus moradores e visitantes se apropriem, cuidem e desfrutem dele, é um dos seus principais sonhos/objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *