Pinacoteca tem várias exposições em cartaz
Foto: Divulgação Agenda Cultural / História e Arte

Que tal aproveitar e conhecer alguns museus e centros culturais próximos de estações do metrô? Selecionamos estes museus e espaços culturais, que tem uma programação diversificada cultural,  e alguns espaços oferecem entrada gratuita aos sábados.  Confira as sugestões.

Refeitório Museu da Imigração

Refeitório Museu da Imigração

Museu da Imigração

O Museu da Imigração não é tão conhecido como os outros, mas é um passeio bem legal.  Aqui as paredes respiram história. Seus ambientes recriam a casa onde os imigrantes eram acolhidos. A maioria veio da Europa e Japão, fugindo da miséria e das guerras.  Mas o Museu da Imigração acolheu povos de todo o mundo. Aqui  é possível realizar diversas atividades, oficinas e visitar a exposição de longa duração “Migrar: experiências, memórias e identidades”, que apresenta aos visitantes os trabalhos de preservação e pesquisa, que refletem o processo migratório. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia). Museu da Imigração Rua Visconde de Parnaíba, 1316, no bairro da Mooca, Tel.: (11) 2692-1866 – www.museudaimigracao.org.br O horário de funcionamento é de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados das 10h às 17h. Estação Bresser-Mooca – Linha vermelha.

memorialdaresistencia

Pinacoteca/Estação Pinacoteca/Memorial da Resistência

Quem descer na Estação da Luz, terá espaços para visitar durante um dia inteiro. A Pinacoteca de São Paulo, um dos museus mais antigos da cidade e um dos mais importantes do Brasil, com um acervo composto por obras de Victor Brecheret, Lasar Segall, Anita Mafaltti, Di Cavalcanti, fica ao lado do Parque da Luz. Já a Estação Pinacoteca reúne 200 obras do acervo da Fundação José e Paulina Nemirovsky, composto por algumas das mais expressivas obras do modernismo brasileiro, de artistas como Lasar Segall, Candido Portinari, Di Cavalcanti, Alfredo Volpi e Victor Brecheret. No Memorial da Resistência, museu que ocupa o mesmo prédio da Estação Pinacoteca, a entrada é gratuita todos os dias. Lá é possível conferir a exposição de longa duração que faz uma reflexão sobre o controle, a repressão e a resistência no período da ditadura militar no Brasil. Os ingressos custam R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia) na Pinacoteca e na Estação Pinacoteca, sendo que adquirindo ingresso em um dos museus é possível visitar os dois endereços. Já aos sábados, a entrada é gratuita nos espaços. Pinacoteca do Estado de São Paulo Praça da Luz, 02 – Luz,  tel.: (11) 3324-1000, quarta a segunda das 10h às 17h30. Estação Pinacoteca Largo General Osório, Rua Mauá, 66 – Santa Ifigênia, tel.: (11) 3335-4990. Quarta a segunda, das 10h às 17h30 com permanência até as 18h.Memorial da Resistência de São Paulo Largo General Osório, 66 – Luz , telefone: (011) 3335-4990/ Aberto de quarta a segunda (fechado às terças), das 10 às 18h. Estação Luz – Linha Vermelha/Amarela/Azul.

Museu de Arte Sacra

Museu de Arte Sacra
Foto: Divulgação

Museu de Arte Sacra de São Paulo

Fica na Estação Tiradentes,  Linha 1-Azul de Metrô, há relíquias das histórias do Brasil e do mundo. São mais de 18 mil peças no acervo, remanescentes dos séculos XVI ao XX. As coleções compreendem a arte sacra com prataria, pintura, mobiliário, altares, vestimentas sacras, presépios e livros litúrgicos raros. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia). Museu de Arte Sacra de São Paulo Avenida Tiradentes, 676 – Luz, tel.: (11) 3326.3336 –  www.museuartesacra.org.br. De terça a domingo, das 9h às 17h.

Museu da Diversidade Sexual Foto: José Cordeiro/SPTuris

Museu da Diversidade Sexual
Foto: José Cordeiro/SPTuris

Museu da Diversidade Sexual

Localizado no Piso-Mezanino da Estação República, Linha 3-Vermelha, tem a proposta de preservar o patrimônio cultural da comunidade LGBT brasileira, além de sensibilizar e conscientizar seus visitantes para o respeito e a valorização da pluralidade de gêneros e orientações sexuais. Primeiro espaço museológico dedicado ao tema no hemisfério sul, o local já promoveu mostras interativas como a “Todos Podem ser Frida”, que contou com intervenções fotográficas para caracterizar visitantes como a artista Frida Kahlo e a “Sonhar o Mundo”, que celebra o reconhecimento da diversidade sexual e de gênero como parte dos Direitos Humanos, convidando o público a deixar relatos e comentários na exposição. site Museu da Diversidade Sexual. Estação República – Linha Vermelha/Amarela – Piso Mezanino, loja 518. Horário de funcionamento: De terça a domingo, das 10h às 18h. Site: http://www.mds.org.br/

Mansão em estilo clássico francês Casa das Rosas

Mansão em estilo clássico francês Casa das Rosas

Casa das Rosas

Atravessando a avenida, no número 37, nos deparamos com um imponente prédio histórico onde funciona a Casa das Rosas.  Projetado por Ramos de Azevedo,  a mansão em estilo clássico francês é cercada por um lindo jardim, conta com orquidário e um café.  A Casa das Rosas é o núcleo dos apreciadores da literatura e poesia.  Aqui funciona também o Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura que promove saraus, palestras, cursos, oficinas, exposições,  feiras culturais, concertos e muito mais.É possível também agendar uma visita educativa gratuita na recepção. Além disso, é possível se deleitar com o jardim do espaço durante uma boa leitura. O Museu possui entrada gratuita todos os dias. Casa das Rosas: Av. Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô – linha verde, telefone (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447 – www.casadasrosas.org.br

Espaço Olavo Setubal - Itaú Cultural

Espaço Olavo Setubal – Itaú Cultural

Itaú Cultural

O prédio branco e envidraçado do Itaú Cultural abriga vários eventos como exposições, peças de teatro, shows, oficinas, vivências, cursos e palestras. Tem um acervo fixo e uma programação que muda todo mês. O Espaço Olavo Setubal apresenta, em nove módulos, peças iconográficas, imagens avulsas ou inseridas em álbuns, livros, documentos e mapas que retratam e revelam o Brasil e sua cultura. Os grandes artistas viajantes são representados em gravuras, pinturas, aquarelas ou desenhos originais, assim como as primeiras obras publicadas a respeito do país no exterior e álbuns iconográficos, impressos na Europa e em território nacional. As obras-primas da literatura brasileira também marcam presença, com exemplares de primeiras edições, muitas delas com dedicatória e ilustrações de nomes fundamentais da arte brasileira. Os conjuntos manuscritos não são menos importantes e trazem peças fundamentais da história e na literatura produzida no país ou sobre ele. programação completa está no site do Itaú Cultural. Site Itaú Cultural Avenida Paulista, 149, Metrô Brigadeiro Espaço Olavo Setubal – Coleção Brasiliana Itaú. De terça-feira a sexta-feira, das 9h às 20h, sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h. Metrô Brigadeiro – Linha Verde.

MASP_JOSE CORDEIRO

MASP_JOSE CORDEIRO

Masp

Descendo do metrô Trianon-Masp, nos deparamos com o prédio modernista da arquiteta Lina Bo Bardi: oMasp – Museu de Arte de São Paulo. Cartão-postal da cidade, o museu abriga um acervo de artistas muito importantes, exposições permanentes e temporárias. Um dos mais pintores brasileiros é tema de exposição no MASP.  Portinari popular tem 50 obras de Candido Portinari (1903-1962) que abordam temas e tipos populares. A exposição apresenta um novo olhar sobre a produção do artista, propondo uma revisão que se opõe a leituras que privilegiam a compreensão de sua obra desde um ponto de vista formal e sempre em comparação com a pintura modernista europeia.  Mostra imperdível para quem aprecia arte brasileira. Obras dos pintores europeus mais importantes da história estão lá como Manet, Degas, Cézanne, Gauguin, Van Gogh, Matisse, Renoir, Toulouse-Lautrec, Picasso, Modigliani.  Adoro todos.Além de museu, o Masp tem  uma agenda diversifica com atividades artísticas, cursos e palestras e espetáculos.  site Masp. Avenida Paulista, 1578,  metrô Trianon-Masp – linha verde, tel.: (11) 3149-5959. De terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); quinta-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30). Ingressos: R$25,00 (entrada); R$12,00 (meia-entrada). O MASP tem entrada gratuita às terças-feiras, durante o dia todo. Menores de 10 anos de idade não pagam ingresso.

Mostra Los Carpinteros Divulgação

Mostra Los Carpinteros
Divulgação

Los Carpinteros – Centro Cultural Banco do Brasil

Com instalações grandiosas, Los Carpinteros – os cubanos Marco Castillo e Dagoberto Rodríguez – são conhecidos pelo forte apelo social das obras e pela crítica ácida, sagaz e bem-humorada. Os artistas questionam a utilidade das coisas e exploram o choque entre função e objeto. A exposição é composta por mais de 70 obras: desenhos, aquarelas, esculturas, instalações, vídeos e obras site specific. O público poderá acompanhar todas as fases do coletivo, desde a década de 1990 até obras inéditas, feitas especialmente para a exposição no Brasil, a partir de ideias e desenhos anteriores. om um equilíbrio delicado entre o humor e o comentário político, entre o global e o contextual, as obras permitem acompanhar o percurso dos artistas. O uso da madeira nos anos iniciais e a recuperação de uma profissão aparentemente alheia ao mundo das belas artes foi o que definitivamente marcou o coletivo artístico e acabou batizando o grupo como Los Carpinteros. Até 12 de outubro. Site Centro Cultural Banco do Brasil Rua Álvares Penteado, 112, Centro. Metrô São Bento e Sé. São Paulo. Tel.: (11) 3113-3651 De quarta a segunda, das 9h às 21 horas. Grátis. Traslado gratuito até as proximidades do CCBB. Embarque e desembarque na Rua Santo Amaro, 272, e na Rua da Quitanda, próximo ao CCBB.  No trajeto de volta, a van também para no Metrô República.

Museu dos Transportes Divulgação

Museu dos Transportes
Divulgação

Museu dos Transportes

O passeio vale a pena mesmo! Além de conhecer parte da história dos transportes no Brasil, no Museu dos Transportes é possível fazer o registro fotográfico que retrata períodos históricos marcantes do país, através dos inúmeros veículos de época. O museu guarda relíquias, como o primeiro bonde a circular no Brasil – no Rio de Janeiro, em 1859, e em São Paulo, em 1872 – até o primeiro trólebus de fabricação nacional, produzido em 1960. Integram o acervo sete veículos, cerca de 1.500 fotos e 1.500 livros, além de móveis, objetos e documentos sobre a evolução do transporte urbano. No salão de móveis estão as primeiras carteiras de habilitação da história, que autorizavam cocheiros, barqueiros, motorneiros e, finalmente, motoristas a guiar os vários tipos de veículo. O local expõe ainda passes e carteiras funcionais. Site Museu dos Transportes O museu funciona de terça a domingo, das 9h às 17h. Agendamento de visitas monitoradas para escolas pelo telefone: (11) 3315-8884. Grátis. Av. Cruzeiro do Sul, 780,- Canindé, Metrô Armênia.

O CCSP tem um jardim suspenso ideal para tomar um sol e reunir os amigos Foto: João Mussolin

O CCSP tem um jardim suspenso ideal para tomar um sol e reunir os amigos
Foto: João Mussolin

Centro Cultural São Paulo

O Centro Cultural São Paulo completou 34 anos e hoje é um exemplo de espaço democrático para todas as tribos. Lembro que frequentava este espaço desde a adolescência quando ia estudar para o vestibular ou me reunia com o grupo da faculdade para fazer trabalhos. Com sua programação de teatro, cinema, shows, concertos, exposições, biblioteca, hoje, o CCSP é também ponto de encontro para grupos amadores de dança que ensaiam seus passos no espaçoPara os amantes da leitura, a biblioteca do Centro Cultural São Paulo conta com um acervo de 120 mil livros e documentos que são disputados nos espaços de leitura e de convívioHá ainda a Gibiteca Henfil que abriga uma coleção de 10 mil títulos entre quadrinhos, gibis, periódicos e HQ e a BiCus – Biblioteca de Culturas Surdas que oferece um serviço de atendimento à comunidade surda. Rua Vergueiro, 1000, estação Vergueiro – Linha Azul. tel.: (11) 3397-4002. Horário de funcionamento das bibliotecas: De terça a sexta, das 10h às 20h; sábados, domingos e feriados das 10h às 18h. Checar horário de peças teatrais, shows e cinema no site.

Borboletário do Museu Catavento Divulgação

Borboletário do Museu Catavento
Divulgação

 Museu Catavento

O Catavento Cultural e Educacional é um dos espaços da cidade que mais atrai público infantojuvenil em busca de informação e diversão. O local tem como objetivo apresentar para crianças e adolescentes, assim como para adultos, conhecimentos científicos e culturais transmitidos de forma lúdica, por meio de exposições e outros ambientes interativos. As instalações do Catavento estão divididas em quatro grandes seções que tratam de temas determinados. A primeira, intitulada Universo, fala sobre o espaço sideral e sobre os planetas de nosso sistema solar; a segunda é denominada Vida, e conta a história da evolução na Terra, desde os primeiros animais até o Homem; Engenho, a terceira seção, traça um panorama das criações humanas no âmbito da ciência; jáSociedade mostra os problemas de convivência enfrentados por diversos povos do mundo.Catavento Cultural e educacional Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/n – Brás − Estação Dom Pedro – Linha Vermelha. Preço: R$ 6 (R$ 3, meia-entrada). Tel.: (11) 3315-0051. www.cataventocultural.org.br Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 17h, inclusive aos feriados. Entrada até as 16h.


Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.

Comments

  1. Marcos Ferraz Says: setembro 7, 2016 at 12:55 pm

    Olá Patrícia, boa tarde 😊

    Faço a sugestão de incluir em seu roteiro o Museu de Zoologia. É muito bonito e educativo.

    • Patrícia Ribeiro Says: setembro 7, 2016 at 1:08 pm

      É perto de alguma estação de metrô? Neste post só coloquei os museus perto de metrô. Mas quero conhecer este também. Obrigada pela sugestão.

  2. […] Passeios Baratos em São Paulo. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *