Em estilo art déco, a Biblioteca Mário de Andrade tem o segundo maior acervo do Brasil
Foto: Divulgação Agenda Cultural / É Grátis / História e Arte

Quem passa em frente à Biblioteca Mário de Andrade e presta mais atenção percebe um movimento diferente, principalmente em dias de evento. Agora, a instituição oferece muito mais do que livros e periódicos.  Depois de cinco anos de reforma, com 91 anos de idade, a biblioteca rejuvenesceu e é um novo centro cultural de São Paulo. Atualmente, a biblioteca tem uma programação cultural efervescente e gratuita que atrai um público interessado em arte, cultura, música, teatro, artes visuais e mesas literárias.

Fachada da Biblioteca Mário de Andrade Foto: Divulgação

Fachada da Biblioteca Mário de Andrade
Foto: Divulgação

O prédio já foi ponto de encontro dos intelectuais de São Paulo no passado. Não é à toa que foi batizada com o nome de um dos principais expoentes da cultura brasileira.  Recentemente, implantou o wi-fi gratuito e passou a funcionar 24 horas, ou seja, cultura a qualquer hora do dia.

O guardião deste imponente edifício é simplesmente Luís de Camões. A estátua do grande escritor português fica em frente ao prédio e acho que se ele estivesse vivo, estaria orgulhoso da repaginação da biblioteca.

Biblioteca Mário de Andrade

Luis de Camões é o guardião da Biblioteca
Divulgação

História

Quem passa em frente deste edifício em estilo art déco não imagina quantas histórias tem entre estas grossas paredes. Quem nunca veio estudar ou pesquisar aqui? Inaugurado em 1942 e tombado em 1992, é a segunda maior biblioteca pública do país – atrás somente da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro.  Guarda 365.474 títulos no acervo e quase milhões de unidades! Mesmo que se eu freqüentasse todos os dias eu não conseguiria ler todas as obras. Pelo prédio principal da BMA, com 23 andares (sendo 22 de acervo) e mais o anexo de 15 andares, onde funciona a hemeroteca, circulam diariamente 1.200 pessoas.

A biblioteca foi fundada em 1925 na rua 7 de Abril, no prédio da Câmara Municipal de São Paulo, e reinaugurada no ano seguinte. A coleção inicial era formada por obras do acervo da própria Câmara.

Biblioteca Mário de Andrade

Coleção circulante da BMA
Foto: Juca Lopes

Em 1937, incorporou a Biblioteca Pública do Estado e, a partir de então, importantes aquisições de livros foram feitas, muitos deles raros e especiais. Hoje, cerca de 51 mil deles são considerados raros. O prédio atual, na Rua da Consolação, foi inaugurado em 1942. A partir de 1960, a instituição passa a ser denominada Biblioteca Mário de Andrade, em homenagem ao escritor que criara em 1935 o Departamento Municipal de Cultura de São Paulo.

Em 2007, a BMA passou por uma grande reforma. Foi reaberta em janeiro de 2011, tornando disponível ao público as áreas de consulta das coleções fixas – Artes, Coleção Geral, Mapoteca e Raros e Especiais – bem como o Auditório. Isso trouxe de volta, principalmente, estudiosos, pesquisadores, artistas e intelectuais que haviam se afastado da Biblioteca em seu período de hibernação. A retomada da programação cultural no Auditório, por sua vez, ajudou a Biblioteca Mário de Andrade a retomar seu lugar na agenda cultural da cidade.

Programação variada

O Instituto Odeon, responsável pela gestão do Museu de Arte do Rio (MAR), realiza amanhã, dia 11 de abril, na Biblioteca Mário de Andrade, mais uma edição do seminário “O terceiro setor na gestão da cultura”.

O evento tem como objetivo debater a atuação das organizações sociais gestoras de projetos, instituições e outras iniciativas culturais do poder público em parceria com o terceiro setor.

Para participar, é necessário se inscrever pelo endereçohttps://goo.gl/xWqSKm

Mais informações podem ser encontradas no site http://www.odeoncompanhiateatral.com.br/instituto/2a-edicao-do-seminario-o-terceiro-setor-na-gestao-da-cultura-em-sao-paulo/

O Cinemário 2017 preparou para este ano mais uma temporada repleta de grandes filmes! De abril a dezembro, serão nove temas diferentes, um a cada mês. Passaremos por Chaplin, Kubrick, cinema brasileiro e muitos outros.

Dia: 12/4
Horário: 18h30
Local: Auditório
Faixa etária: 16 anos

Programação completa Cinemário 2017 – Abril
[Calendário sujeito a alteração]

Cinema brasileiro
05/04, às 18h30 – O som ao redor
12/04, às 18h30 – Cidade de Deus
19/04, às 18h30 – Deus e Diabo na terra do sol
29/04, às 15h – Cinemas, aspirinas e urubus

Entrada gratuita

A BMA promove mensalmente uma roda de conversa sobre diversas obras de literatura.
Nosso próximo encontro será sobre “A resistência”, do brasileiro Julián Fuks, romance vencedor do Prêmio Jabuti em 2016. Este mês contamos com a parceria da editora Companhia das Letras.
Para os que não tiverem o livro, A BMA disponibiliza 20 exemplares para empréstimo. Eles podem ser retirados no balcão de informações da avenida São Luís.
O encontro será no dia 12/04, às 19h, no terraço.

O trombonista Roney Stella e o pianista Carlos Roberto de Oliveira trazem para a Biblioteca Mário de Andrade o projeto de música instrumental “Dois + 1”. Acompanhados sempre de um convidado, os músicos passarão a cada semana por um estilo diferente, como jazz, música instrumental brasileira, samba e ritmos latinos. As apresentações acontecem toda segunda quinta-feira do mês, às 17h, no auditório.

O “Dois + 1” estreia na próxima quinta, dia 13/4. e trará como convidado o baterista Celso de Almeida.

A entrada é gratuita.

Programação completa no site, clique aqui. 

Horário de funcionamento: 24 horas
Rua da Consolação, 94 – Centro
Tel. (11) 3775 0002
Metrô: Estação Anhangabaú (Linha 3 / Vermelha)


Formado em Arquitetura e Patrimônio Urbano, Flavio tem um interesse especial por cidades e suas histórias. Conhecer e divulgar as atrações e a cultura de um lugar, fazendo com que os seus moradores e visitantes se apropriem, cuidem e desfrutem dele, é um dos seus principais sonhos/objetivos.

Comments

  1. O post está ótimo, só as fotos externas que estão desatualizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *