Borboletário - Miguel Naghirniac Junior Na natureza

Nossa colaboradora Karina Leão, foi conhecer o Borboletário Águias da Serra e conta como é o lugar. “Lorenzo, meu filho de cinco anos e eu, fomos conhecer o Borbeletário Águias da Serra! É incrível, quando se chega na região de Marsilac, nem parece que estamos em São Paulo. Ainda no caminho, passamos por uma estradinha rodeada de área verde e até por uma linha de trem.

borboletário2O espaço fica no  Polo Ecoturístico de São Paulo, dentro da primeira Área de Proteção Ambiental chamada Capivari Monos ( zona sul da cidade).

Desde que entramos no Borboletário somos orientados por profissionais muito simpáticos e atenciosos que nos deixam a vontade para explorar.

Um Borboletário é um zoológico de borboletas, com a diferença que os visitantes são convidados a dividir o mesmo espaço com os insetos.

A estrutura está separada da seguinte forma:

Estações de Conhecimento – são banners auto explicativos de cada uma das fases do inseto (ovo, lagarta, crisálida ou pupa e Imago ou borboleta), para que os visitantes possam conhecer.

 Viveiro – onde plantamos as hospedeiras que alimentam nossa criação de lagartas.

 Laboratório de Criação – coletamos os ovos de borboletas do telado e criamos em potinhos no laboratório. Após a eclosão da borboleta, fazemos todo o registro do nascimento e as soltamos no telado.  A parede do laboratório é toda de vidro, possibilitando que os visitantes possam acompanhar como é feito o trabalho e podem até chegar a ver uma borboleta nascendo, ou seja, saindo de sua crisálida.

borboletário5 Telado – um grande jardim coberto, onde as borboletas voam soltas e os visitantes podem andar livremente, tendo contato direto.   Além de flores, deixamos plantas hospedeiras para postura dos ovinhos e posterior retirada.

Podemos ver de perto todo o processo de metamorfose desse inseto curioso. Lorenzo ficou interessadíssimo e agora já sabe que só as lagartas peludas são as que queimam.

Ao final da explicação somos convidados a passear pelo jardim telado onde diversas espécies de borboletas passeiam ou descansam dependendo do horário e da temperatura.

Lá, atualmente, são trabalhados o desenvolvimento de  27 espécies de borboletas ( que são sazonais) e com o passar do tempo mais espécies devem ser incluídas no projeto.

borboletário3Além do Borboletário, o visitante poderá usufruir de atividades para toda a família, como passeio de caiaque, pesca, fazendinha, trilha, playground, espirobol e mini golfe.

Também existe uma atividade com lançamento de um foguete de garrafas PET, para isso é necessário levar duas embalagens de garrafa de refrigerante da mesma marca ou pagar 5,00 no local. Com certeza um lugar muito especial que merece ser visitado.

borboletário8
Como Chegar:

Site Borboletário Águias da Serra. Estrada da Ponte Alta nº 4300. Direções: A partir do centro de São Paulo, siga em direção a avenida 23 de maio continue pelo corredor da Washington Luís, avenida Interlagos  e  senador Teotônio Vilela. Ao passar pelo Portal da Águas quando chega-se na região de Parelheiros,  siga pela Av Sadamu Inoue em direção a Estrada do Marsilac até a estrada da Ponte Alta em Marsilac. Siga na estrada de terra seguindo as placas do Borboletário que estará a sua direita. Estacionamento:  existe estacionamento no local sem cobrança adicional.

Horário de funcionamento: Aberto para o público somente aos finais de semana das 10h às 16h. ( exceto em caso de chuva). Não precisa de reserva mas recomenda-se ligar antes para o número 11 2908-0125 para confirmar se o Borboletário estará aberto. Valores: São cobrados 39,90 por pessoa estão inclusos visita ao borboletário com a palestra feita por um biólogo e as atividades disponíveis no espaço. Crianças até 2 anos acompanhados de um adulto responsável não pagam e idosos pagam R$ 29,90.

canoagem-pago-em-um-pequenoSobre a autora:

Olá! Meu nome é Karina  Leão , tenho 32anos, sou turismóloga por formação e turista de paixão. Faço o  Blog da Lion.  Sou casada e tenho um filho de 5 anos. Adoro cozinhar e tento levar uma vida equilibrada. Quando meu filho nasceu, eu resolvi deixar a vida profissional na sua forma tradicional e me dedicar a minha família. Acontece, que isso me fez descobrir um mundo totalmente novo e cheios de desafios. Sempre gostei de registrar os momentos da minha vida, o diário que na adolescência era secreto, agora é aberto a todos. Assim, compartilho as experiências desta nova fase de vida. E desta forma, espero que as dicas e os aprendizados que tenho feito neste tempo possa ajudar  também, de alguma forma, a vida de outras pessoas.

 

 

 


Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *