Casarão do Chá
Foto: Visite Mogi bate e volta / Viagens por aí

Mogi das Cruzes está situada na região leste da Grande São Paulo, no Alto Tietê. Cidade muito simpática, com cara de interior e tão perto da capital. Eu fiz faculdade em Mogi das Cruzes e durante muito tempo, a cidade foi conhecida como cidade dos estudantes porque abriga três universidades e muitos estudantes saíam de São Paulo para estudar lá. A cidade tem até uma estação de trem da CPTM chamada “Estudantes”.

Eu só fui conhecer um pouco mais de Mogi bem depois que terminei a faculdade. Não é que a cidade tem seus encantos? Hoje, o município tem, aproximadamente 500 mil habitantes, e já esteve na lista das melhores cidades para viver do Brasil. Mas qual o segredo?

Com forte colonização japonesa, a cidade possui um dos melhores campos de golfe do Brasil. A 50 km de São Paulo, Mogi das Cruzes é cortada pelas serras do Mar e do Itapeti e faz parte do Cinturão Verde de São Paulo. Em Mogi das Cruzes dá pra fazer turismo de aventura, praticar esportes radicais, turismo rural e também turismo religioso. A cidade tem uma tradicional festa do Divino, famosa na região e também muitas festas da cultura japonesa. Aos finais de semana, muitas pessoas procuram a região para fazer as trilhas da Serra do Mar ou procurar uma das inúmeras cachoeiras que ficam no meio do mato.

Expresso turístico

Expresso turístico

Como chegar

É fácil chegar em Mogi das Cruzes. Se você usar o transporte público, deve pegar o trem na estação Luz ou no Brás, no sentido Guaianases. Lá, você desembarca e pega o trem até Mogi das Cruzes. As estações Estudantes e Mogi das Cruzes são mais próximas do centro da cidade, enquanto as estações Brás Cubas e Jundiapeba apontam distritos da cidade.

Na estação Estudantes é onde fica o terminal rodoviário com ônibus para cidades vizinhas como Bertioga, Arujá, Guararema e também o terminal de ônibus urbano onde é possível encontrar os ônibus que levam para bairros distantes e também para a zona rural da cidade. Aos finais de semana há um regime especial: o intervalo entre os ônibus é maior. No site http://www2.transportes.pmmc.com.br/site/ você encontra informações sobre os horários.

Outra maneira de chegar à cidade e ir de trem turístico que sai da estação Luz. O trem , por si só, já vale o passeio. Para informações e compra de passagens, veja no site da da CPTM clicando aqui. Vamos conhecer um pouco de Mogi?

Parapente no Pico do Urubu

Parapente no Pico do Urubu

Pico do Urubu

Se você tem vontade de voar de asa delta, achou um lugar ideal, o Pico do Urubu, na Serra do Itapeti. O pico tem 1.140 metros de altitude e é frequentado por praticantes de voo livre, principalmente o parapente. A pessoa que vai fazer voo duplo deve procurar um piloto autorizado para fazer este tipo de voo. Todo final de semana, com boas condições de voo é possível praticar o voo ou só assistir os corajosos. Praticantes de mountain bike e amantes de trilhas também frequentam o local.

Como chegar: O motorista deve seguir pela Via Perimetral até chegar à rotatória em frente ao Clube Vila Santista. Ali, deve entrar no acesso para a Estrada Cruz do Século. O motorista deve manter a esquerda e seguir por cinco quilômetros as placas indicando o caminho para o Pico do Urubu.

Parque das Neblinas Wikimedia Luciana Araújo

Parque das Neblinas
Wikimedia
Luciana Araújo

Parque das Neblinas

O Parque das Neblinas é um reserva privada administrada pelo Instituto Ecofuturo, localizada no limite dos municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga. Reconhecido desde 2006 como Posto Avançado da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo. É um pólo de educação ambiental, pesquisa científica, cultivo de espécies ameaçadas e turismo ecológico. O Parque possui trilhas, nascente, cachoeira da mineração e passarela suspensa (com 100 m de extensão).

O parque traz consigo a proposta de gestão a partir do desenvolvimento de tecnologias socioambientais, onde o relacionamento com a comunidade permeia todos os seus programas. Conta com uma boa infraestrutura de receptivo. Café da manhã e almoço pagos à parte. Em relação ao ecoturismo conta com trilhas autoguiadas e uma trilha monitorada que deve ser agendada antecipadamente e ter no mínimo 6 pessoas.

Rodovia Professor Francisco Ribeiro Nogueira, Mogi das Cruzes. Horário: As visitas devem ser agendadas. Telefone: (011) 4724-0555/ (011) 4724- 0556. http://www.ecofuturo.org.br/projeto/parque-das-neblinas/o-parque/

Parque Centenário Mogi das Cruzes Divulgação

Parque Centenário
Mogi das Cruzes
Divulgação

Parque Centenário

Inaugurado em 2008 em homenagem aos 100 anos da imigração japonesa no Brasil, o parque tem uma extensa área verde, arborizado por espécies como ipês, paineiras, quaresmeiras, palmeiras e até cerejeiras, árvore símbolo do Japão. Há uma trilha que margeia a faixa de preservação do rio, além de áreas de playground e o Museu da Imigração Japonesa que guarda  guarda objetos doados por imigrantes nipônicos que se estabeleceram em Mogi das Cruzes e ajudam a remontar uma importante identidade cultural da cidade. Em um dos quatro lagos que existem no parque é possível alugar Stand Up Paddle.

Parque Centenário fica na Avenida Francisco Rodrigues Filho, s/nº, no Distrito de César de Sousa.

Orquidário Oriental Foto: Visite Mogi

Orquidário Oriental
Foto: Visite Mogi

Orquidário Oriental

Há mais de 20 anos o Orquidário Oriental investe e trabalha para o desenvolvimento e aprimoramento das belezas das orquídeas. O local tem infraestrutura de mais de 20 mil metros quadrados entre estufas e laboratório, produzindo cerca de 300 mil plantas floridas e 1 milhão de mudas ao ano das mais variadas espécies. O Orquidário Oriental ainda conta com uma loja show-room, localizada no Parque Hana no Mori, que em meio a muita área verde e as belas paisagens da Serra do Itapeti, oferece suporte de serviços e produtos para quem se interessa pelo cultivo de orquídeas, além de amplo estacionamento e área de alimentação. Estrada Taboão do Parateí, km 27, Itapeti, Horário: De terça a domingo, inclusive feriados, das 9 às 17 horas, Telefone: (011) 4795-3060 / (011) 99660-5130 http://www.orquidariooriental.com.br/

Casarão do Chá Divulgação

Casarão do Chá
Divulgação

Casarão do Chá

O Casarão do Chá é uma importante herança da arquitetura japonesa no Brasil. Tem toda a estrutura feita de madeira – em sua construção não foram usados pregos ou parafusos, só encaixes de madeira (tradicional técnica japonesa usada por causa dos constantes terremotos). As vigas são de madeira in natura e em cada encaixe há um signo em kandi (ideogramas). A cobertura é a tradicional irimoya (telhado côncavo, voltado para dentro) e a planta é livre (com poucas divisões internas). O casarão está no Cocuera, bairro rural da cidade. Estrada do Nagao, km 3 (acesso pelo km 10 da Estrada Mogi-Salesópolis)  http://casaraodocha.org.br/wp/

Skate Park Divulgação

Skate Park
Divulgação

Skate Park

Conjunto de pistas para a prática do skate que faz parte da estrutura do Complexo Esportivo “Professor Hugo Ramos”. É uma das principais pistas para a prática da modalidade do Brasil, e devido a esta qualidade, é escolhida para receber eventos e pessoas de todo o país. Para usar a pista é preciso fazer o cadastro na Secretaria de Esporte para fazer o cadastro e receber a carteirinha que dará acesso à pista. O cadastramento será feito de acordo com o CPF do interessado. Menores de 18 anos devem entregar uma autorização assinada pelos pais ou responsáveis, pessoalmente na Smel ou com firma reconhecida em cartório, para a confecção da carteirinha. Os menores de 12 anos somente poderão utilizar a pista acompanhados dos pais ou responsáveis.  Av. Prof. Ismael Alves dos Santos, 560, Mogilar; Horário: Das 9h às 17h, de acordo com as regras de credenciamento, Telefone: (011) 4798-5104. Site Mogi Skate Park

Igreja do Carmo Foto: Visite Mogi

Igreja do Carmo
Foto: Visite Mogi

Igrejas das Ordens 1ª e 3ª do Carmo

O conjunto das Igrejas do Carmo é composto de dois edifícios, ligados internamente por um pátio localizado atrás da torre sineira. É um dos patrimônios históricos da cidade tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A Igreja da Ordem Primeira é a mais antiga, datando sua construção de 1633. A Igreja da Ordem Terceira (a da esquina) foi construída em 1780 e, como as igrejas de terceiros, visa atender aos leigos consagrados à devoção carmelita. Rua São João, s/nº, Largo do Carmo – Telefone: (011) 4799- 3320 / (011) 4799- 5438

12580_Igreja-Bom-Jesus-do-matosinhos visite mogiSantuário Bom Jesus de Matozinhos (Igreja de São Benedito)

Construída no final do século XVIII e início do XIX, em taipa de pilão e taipa de mão, inicialmente denominada de Santuário do Bom Jesus de Matozinhos, passou a ser chamada mais tarde de Igreja de São Benedito, devido a acontecimentos ocorridos no século XIX. R. Dr. Ricardo Vilela, s/nº, Largo Bom Jesus  – (011) 4799 9417

Mesquita Islâmica Foto: Visite Mogi

Mesquita Islâmica
Foto: Visite Mogi

Mesquita Islâmica

A Mesquita teve início da sua construção na década de 80, possui componentes que vieram diretamente do Oriente Médio e recebe visitantes com agendamento. O lustre de cristal que há no interior do prédio, no espaço de oração, foi trazido da Indonésia e nos jardins encontram-se espécies vegetais típicas de países como Egito e Arábia Saudita. O templo possui duas torres ou minaretes. Um deles com aproximadamente 60 metros e outro com cerca de 40 metros. Av. Henrique Eroles, 200 – Alto do Ipiranga; Horário: Visita das 9 às 18 horas, mediante agendamento. Telefone: (011) 4738- 1111

Taicupeba Foto: Visite Mogi

Taicupeba
Foto: Visite Mogi

Igreja Matriz de Taiaçupeba

A Paróquia Santa Cruz Capela do Ribeirão, em Taiaçupeba, é uma das primeiras paróquias da diocese de Mogi das Cruzes. Reformada por volta do século XIX e redecorada por talhas e pinturas valiosas em seu forro, merece destaque por ter sido feito por José Benedito da Cruz, artista sacro-popular conhecido como JBC.Rua Seis de Junho, s/ nº – Distrito de Taiaçupeba, Horário: Visita com agendamento. Telefone: (011) 4724-0001

Você já foi passear em Mogi das Cruzes? Tem alguma sugestão?

Para mais dicas do que ver e visitar, acesse o site http://visitemogi.com/

 


Jornalista freelancer, com pós-graduação em comunicação organizacional, paulistana, ansiosa, gosta de tecnologia, de ler, de viajar,adora programas culturais, frequenta o Sesc etc. etc.

Comments

  1. Eu recomendaria a pedra do sapo, cachoeira dá light, cachoeira dá pedra furada e cachoeira do elefante,todas no sentido Mogi Bertioga , pra quem gosta de trilha com um visual incrível.

  2. Todos os pontos dá pra chegar a pé partindo dá estação? Assim, como parque dá neblina e pico do urubu?

    • Patrícia Ribeiro Says: abril 19, 2017 at 11:02 am

      Não dá para chegar de transporte público nestes lugares. Entre no site visite Mogi para mais informações. Bom passeio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *