O parque é cheio de riachos - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP Na natureza

O Núcleo Engordador do Parque da Cantareira surpreende pelas suas belezas naturais, o cuidado e a infraestrutura. Um lugar onde ainda reina a paz até mesmo num dia ensolarado de domingo, com poucas pessoas circulando, ar puro e natureza exuberante. Com trilhas cercadas pela mata atlântica, pequenas quedas d´água, riachos, lugares para fazer piquenique, playground e até trilha para mountain bike, o Núcleo Engordador é um oásis dentro da cidade.

Para quem prefere se aventurar acompanhado, o blog Passeios Baratos em SP em parceria com uma agência de turismo está promovendo um passeio pelo parque percorrendo as principais trilhas que levam às cachoeiras. Tudo com segurança e conforto. O passeio inclui transporte, ingresso do parque e guia de turismo. R$ 70 por pessoa. Dia 17/12, saída do metrô Vergueiro às 8h. Reservas: contato@passeiosbaratosemsp.com.br

Mapa da trilhas - Núcleo Engordador - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Mapa da trilhas – Núcleo Engordador – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

O melhor de tudo é que é acessível, fica na zona norte, a 22 km do centro. Para quem não tem carro, não tem problema,  existem linhas de  ônibus que deixam bem pertinho.  Eu já conhecia o Núcleo da Pedra Grande, inclusive publiquei um post fez um grande sucesso. Prometi que iria conhecer os outros núcleos e sabem de uma coisa? Gostei mais do Engordador do que do da Pedra Grande.  O local é ainda mais tranquilo que o primeiro e mais rústico também. As trilhas não são asfaltadas, são muito bem demarcadas e curtas e qualquer um pode fazer sem a necessidade de um guia.

As árvores na trilha impressionam - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

As árvores na trilha impressionam – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Na entrada há estacionamento para carros e motos. Monitores nos explicam sobre as principais atrações do parque.  Há um playground e área para piquenique para os pequenos e junto a ele, a Casa das Bombas.

Playground - Núcleo Engordador - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Playground – Núcleo Engordador – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Trilha das Cachoeiras

Mas antes de entrar nesta trilha ainda passamos pela represa. Quando vimos tanta água junta e com a crise que São Paulo está passando, ficamos admirando aquela imensidão e pensando o quanto é valioso preservar nossos rios e nascentes.

O Cantareira foi importante para o abastecimento de água em São Paulo. Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

O Cantareira foi importante para o abastecimento de água em São Paulo.
Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Ansiosos como estávamos, deixamos para conhecer a Casa das Bombas para o final. Fomos diretos para a trilha principal é a da Cachoeira, com 3 mil metros ida e volta. No caminho, avistamos vários tipos de árvores e plantas, bambuzais, jequitibás e durante o percurso passamos por três quedas d´água. Não fique esperando cachoeiras, mas o barulhinho da água correndo já rendeu boas fotos e teve gente que se arriscou a entrar na água gelada do lago formado pela cachoeira do Tombo.  Pausa para as fotos e apreciar a bela paisagem. A cachoeira do Véu tinha um véu tão fininho que era quase imperceptível. Pensei que talvez fosse por causa da falta de chuvas. Acho que em situações normais,  as cachoeiras estariam mais cheias.

Cachoeira do Véu, com pouca água - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Cachoeira do Véu, com pouca água – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Na volta, já estávamos famintos e escolhemos um lugar para estender nossa toalha e fazer o piquenique. Não se esqueçam de levar lanches, bebidas, porque não há lanchonetes nem lugar para comprar por perto.

Início da trilha das Cachoeiras - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Início da trilha das Cachoeiras – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Posso ir sozinho ou levar crianças?

Os guardas do parque ficam circulando de moto, mas dentro das trilhas eles não entram. Não sei se é seguro fazer a trilha sozinho, acho melhor não facilitar, mas percebi que o nível de dificuldade é fácil, apenas com algumas subidas, mas nada que canse tanto quanto a subida da Pedra Grande.

Muita gente tem receio de levar crianças pequenas para fazer trilhas. Se a criança estiver acostumada a ir aos parques, a caminhar, é bem tranquilo. Como eu disse a trilha tem três quilômetros, ida e volta. Cruzei com várias crianças pequenas fazendo a trilha com os pais, inclusive, bebês de colo.  Mas se não quiser fazer toda a trilha, a cachoeira do Tombo é bem perto e dá para levar as crianças lá e depois voltar para o playground.

O parque é cheio de riachos - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

O parque é cheio de riachos – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Outras atrações

O Núcleo do Engordador era uma fazenda destinada a “engorda” do gado de pastagem.  No local é possível conhecer o antigo sistema de abastecimento de água da cidade de São Paulo, a Casa da Bomba, que tem um maquinário incrível e conta como funcionava para captar a água e levar para alguns bairros de São Paulo.

Maquinário das Casa das Bombas impressiona - Foto: Patrícia Ribeiro/Passeios Baratos em SP

Maquinário das Casa das Bombas impressiona – Foto: Patrícia Ribeiro/Passeios Baratos em SP

Criado em 1963, o Parque Estadual da Cantareira tornou-se importante por abastecer água para a cidade. Possui uma área de 7.916 hectares e abrange São Paulo, Guarulhos, Caieiras e Mairiporã.

A outra trilha é bem curtinha, tem apenas 650 metros e chama-se Macuco. Em meia hora você faz margeando o córrego Curupira. A vegetação é bem exuberante. Não deixe de visitar a sede, onde há painéis explicativos, bichos empalhados e um mural onde é possível colocar o rosto no buraco em que os animais estão desenhados e tirar aquela foto divertida.

Trilha do Macuco - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Trilha do Macuco – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Baratos em SP

Saiba mais sobre o Parque Estadual da Cantareira, clicando aqui.

O Parque é aberto à visitação pública aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 17h.

A entrada custa R$ 13 e R$ 6,50 (meia).

Estacionamento: R$ 4 (motos), R$ 8 (carros), R$ 12 (ônibus de turismo)

Como chegar

Do metrô Tucuruvi, pega o ônibus Cachoeira 1783-21.

Do metrô Santana, pegue o ônibus Cachoeira.

Peça para descer o mais próximo do parque.  Dá para ir caminhando.

De carro:

Acesso pela Rod. Fernão Dias até Km 79 sentido SP-BH, entrar na alça de acesso para a Av. Coronel Sezefredo Fagundes, n° 19.100 sentido Mairiporã. Próximo à Pedreira Itacema

Cachoeira do Tombo fica no início da trilha - Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Barato em SP

Cachoeira do Tombo fica no início da trilha – Foto: Patrícia Ribeiro/ Passeios Barato em SP


Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.

Comments

  1. […] de levar lanches, bebidas, porque não há lanchonetes nem lugar para comprar por perto. Clique aqui para ler o post completo sobre o Núcleo do […]

  2. Valquíria Says: fevereiro 9, 2016 at 8:52 pm

    Patrícia, muito obrigada pelas dicad do seu blog. Hoje conheci o núcleo Engordador com uns amigos e graçasà s suas recomendações deu tudo tão certo que parecia que a gente já tinha ido lá.

    Seus posts só muito bem feitos. Você faz a gente querer conhecer TUDO que São Paulo tem. Muito obrigada por me ajudar a explorar melhor minha própria cidade. 😉

    • Patrícia Ribeiro Says: fevereiro 10, 2016 at 6:37 pm

      Valquíria,
      Fico imensamente agradecida pelo seu comentário. Faço o blog como projeto pessoal. Não ganho nada (por enquanto….rs) mas o que me dá satisfação é ouvir comentários como o seu. Fico muito feliz que gostou do passeio. Só peço que sempre divulgue e compartilhe os meus posts. Se tiver alguma dica de lugares que gostaria de ver no blog, me fale. Beijos.

  3. Patricia bom dia!

    Você sabe me dizer se o valor e por cabeça?

  4. Dá para se banhar nas cachoeiras ou é proibido?

  5. patricia só um pequeno detalhe,não ha varias linhas de ônibus disponível,ha apenas uma linha com números diferente.
    moro aqui ha 46 anos e a linha de ônibus é a mesma,tem uma organização de horário ruim.
    tem dia que tem pouquíssimos ônibus na linha.
    e atualmente assaltos frequentes em pontos de ônibus e no ponto final.
    achei que deveria dizer isso.
    e não é seguro circular dentro do parque ou trihas sozinho.
    é perigoso.
    ma. todo o resto que voc e disse é verdade.

    • Patrícia Ribeiro Says: setembro 4, 2016 at 3:01 pm

      Obrigada pelo comentário. Vou acrescentar esta informação. Já fui duas vezes e sempre vi muitos seguranças circulando no parque.

  6. Glauber Monteiro Says: setembro 22, 2016 at 4:41 pm

    Lá é permitido camping ou há algo no sentido nas proximidades?

  7. Patrícia, olá!!

    Descobri recentemente seu blog e achei muito interessante e com várias informações sobre a cidade, e que mesmo morando nela há muitos anos, não visitei por falta de tempo ou por outras atividades.

    Parabéns pelo ótimo conteúdo que você apresenta, e quando souber de algo interessante e complementar a acrescentar, te informo.

    Abrçs
    Flavio

  8. É aberto todos os dias?
    Qual é o horário de funcionamento??
    Abri que horas e fecha que horas??
    É oq é proibido a entrada?? Tipo objetos e etc…
    Espero sua resposta Patrícia!?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *