Socorro: aventura, tranquilidade e compras num só lugar bate e volta / Viagens por aí

Os mais desavisados podem pensar que Socorro é apenas uma daquelas charmosas cidades do interior com pracinha com coreto, fonte e igreja, rodeada de casas históricas, um lugar onde ritmo é mais lento, em que as crianças brincam na rua e povo gentil e sorridente recebe os turistas de braços abertos. Eu já tinha falado de Socorro no post sobre cidades perto de São Paulo para fazer um bate e volta. 

Tudo isso é verdade, mas Socorro não é só isso.  Na verdade, o que mais atrai hoje os visitantes para a pequena cidade, a 130 km da capital paulista, são a natureza e as atividades ao ar livre. Portão de entrada para o Circuito das Águas, Socorro tornou-se conhecida de alguns anos para cá por ser polo de atividades de aventura como rafting, boia cross, tirolesa, arvorismo, stand up padle, rapel, escalada, canoagem, entre outras. São mais de 20 atividades oferecidas pelas diversas operadoras de turismo, parques e fazendas.

Parque dos Sonhos - tirolesa voadora Foto Cuca Jorge

Parque dos Sonhos – tirolesa voadora
Foto Cuca Jorge

Polo de compras e turismo rural

A cidade oferece também opções para todo tipo de viajante, é um dos polos fabricantes de tricô e malhas e tem preços bem mais conta em relação às lojas das grandes cidades. No Shopping das Malhas cerca de 58 lojas vendem em atacado e varejo,  conta com lojas de artesanato e praça de alimentação. A Feira Permanente de Malhas também é uma ótima opção para comprar artigos variados desde camisetas até vestidos e roupas infantis. Também vende alguns produtos típicos da cidade.

Para quem gosta de arte e artesanato, não deve deixar de conferir as peças da Feira de Artesanato do Horto Municipal. No local são encontrados chinelos decorados, arte em madeira, bambu e reciclados, bijuterias, sabonetes artesanais, crochê, tricô,  peças em biscuit e patch work. Também tem barracas de comidas.  A feira funciona aos domingos.

Com tradições tropeiras e bandeirantes, Socorro tem forte vocação para o turismo rural, com várias fazendas e sítios para vivenciar um dia típico no campo.  Vale a pena provar a culinária caipira com influência mineira ou levar produtos artesanais para casa.  Uma dica é provar o café caipira do Rancho Pompeia com produtos frescos e deliciosos, visitar um dos alambiques e um pesqueiro.

Portal de Socorro wikimedia

Portal de Socorro
wikimedia

Fortes emoções

Um dos lugares mais procurados para fazer atividades de aventura é o Parque Monjolinho, que oferece atrações para todas as idades, inclusive, com adaptações para pessoas com mobilidade reduzida. Ideal para passar o dia, banhada pelo Rio do Peixe, oferece trilhas, tirolesa, rafting, boia cross, arvorismo, off Road, stand up paddle e rapel.

O rafting  no Rio do Peixe é uma das atividades mais concorridas e pode ser para iniciantes – ideal para crianças ou pessoas inexperientes -,  com percurso mais curto e corredeiras mais leves, e o  intermediário e avançado, que pode ser até 6 km com corredeiras mais radicais e muita adrenalina. Para fazer o rafting, não é preciso saber nadar, todos recebem um treinamento num rio calmo onde vão aprender a remar e depois vão para as corredeiras equipados com capacete e colete salva-vidas.  Várias operadoras oferecem a atividade.

Comunidade Italo-Socorrense. Prédio no centro histórico de Socorro Foto: wikimedia

Comunidade Italo-Socorrense. Prédio no centro histórico de Socorro
Foto: wikimedia

Outras atrações

Para ter uma visão ampla da cidade, o Mirante do Cristo, na verdade, uma réplica bem menor do Cristo Redentor do Rio de Janeiro, é uma boa opção próxima do centro e pode render boas fotos. Um passeio imperdível é o mirante da Pedra Bela Vista, o melhor lugar da cidade para assistir ao pôr do sol. Do cume, é possível ver quatro cidades em dias claros e a Serra da Mantiqueira. Conta também com pizzaria e chalés para quem quiser se hospedar lá.

Outra opção interessante para quem deseja um passeio com menos adrenalina é conhecer a Gruta do Anjo. A extração de minerais na década de 1960 fez surgir uma enorme gruta artificial. Suas galerias têm formações curiosas e uma piscina natural onde as pessoas podem passear de pedalinho. Quando o sol reflete na água é ainda mais bonito.

Arvorismo no Parque Monjolinho Foto: Divulgação

Arvorismo no Parque Monjolinho
Foto: Divulgação

Hotel Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos: para todos os públicos

O Hotel Campos dos Sonhos e Parque dos Sonhos são adaptados para receber pessoas com mobilidade reduzida. Deste público, 10% são pessoas com deficiência que encontram no local condições para realizar atividades como tirolesa, arvorismo, cavalgadas, cicloturismo  canoagem, rafting, entre outros. Ao todo, oferece mais de 50 atividades. Destaque para a tirolesa voadora, em que a pessoa vai de bruços e tem a sensação de estar voando. Com 1 quilômetro de extensão atravessa as montanhas começando no estado de São Paulo e terminando em Minas Gerais.  O hotel tem o certificado ABNT em acessibilidade hoteleira e já recebeu várias premiações.

 

Saiba mais: http://www.estanciadesocorro.com.br/ e http://socorro.tur.br/

 

 


Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.

Comments

  1. Parabéns pela matéria. Adorei…
    Nossa região é maravilhosa e cada foto mais linda que a outra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *