Como será a exposição sobre Leonardo da Vinci que começa em outubro no novo MIS Agenda Cultural

O novo braço do Museu da Imagem e do Som (MIS), no bairro da Água Branca, abrirá suas portas em outubro com a exposição Leonardo da Vinci – 500 anos. A mostra destrinchará a trajetória do mestre renascentista. Criada por uma empresa chamada Grand Exhibitions e pelo Museu Leonardo da Vinci em Roma, a atração está agora em exibição em um museu em Ontário, no Canadá. A partir do que é visto por lá, podemos ter um gostinho do que esperar por aqui.

‘A Última Ceia’, pintura emblemática de Da Vinci, em versão digital (Reprodução/Leonardo Da Vinci, 500 anos/Veja SP)

Leonardo da Vinci – 500 Anos é uma experiência imersiva que dura cerca de 45 minutos. Nessa viagem, os visitantes poderão ver réplicas de obras de arte do mestre, além de cópias de máquinas que nasceram de suas investigações. Haverá também reproduções de seus cadernos de anotações.

Um dos pontos altos é uma animação multi telas em tamanho real de A Última Ceia. O afresco consiste em uma das obras mais emblemáticas do artista, com 4,6 metros de altura e 8,8 metros de largura. Foi produzido entre os anos de 1495 e 1498, no refeitório do monastério de Santa Maria Delle Grazie, em Milão, na Itália

Ambiente dedicado ao Homem Vitruviano: desenho famoso do renascentista (Reprodução/ Leonardo Da Vinci – 500 Anos/Veja SP)

Como não poderia faltar, A Monalisa, outra obra fundamental na história do italiano, também estará presente na mostra. Porém, serão reproduções, junto de uma análise minuciosa do quadro, feita no Museu do Louvre por um importante engenheiro científico e fotógrafo de arte chamado Pascal Cotte.

Réplicas de criações de Da Vinci: uma das partes da exposição do italiano (Reprodução/ Leonardo Da Vinci – 500 anos/Veja SP)

Na coletiva de imprensa realizada em 5 de julho, quando a exposição foi anunciada, o valor do ingresso a ser cobrado não foi divulgado. Matéria publicada originalmente na Veja SP

Ambientes da exposição: experiência imersiva (Reprodução/ Leonardo Da Vinci – 500 Anos/Veja SP)


Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.

Comments

  1. A mesma exposição (ou semelhante) acabou de iniciar no Museu Artequin em Santiago do Chile, onde estive visitando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat