Dias 17 e 18 de agosto acontece a Jornada do Patrimônio, confira a programação Agenda Cultural / É Grátis

Parte do calendário integrado da cidade, o Agendão, do programa São Paulo Capital da Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), a Jornada do Patrimônio 2019 – Memória Paulistana será realizada nos dias 17 e 18 de agosto, com mais de mil atividades em cerca de 500 pontos. O evento convida a população para conhecer e explorar os pontos históricos e de memória e identidade da cidade.

Biblioteca Mário de Andrade

Biblioteca Mário de Andrade Visitas guiadas na Praça Dom José Gaspar • Concentração no hall de entrada da Rua da Consolação • Saídas sábado e domingo, 11h30 e 15h30

A maior edição do evento desde sua criação celebra histórias, memórias, pessoas e lugares que traduzem o nosso patrimônio histórico e cultural. A programação inova nas atividades e oferece mais de 400 roteiros históricos, 300 visitas a imóveis tombados, 210 oficinas e 50 sessões de cinema do Circuito Spcine, com documentários realizados com investimento da Secretaria da Cultura para o programa “História dos Bairros de São Paulo”.

A ação especial Expedição Fotográfica no Triângulo SP será lançada em 10 de agosto e desbrava o Centro antigo da cidade, convidando os participantes a lançar olhar sobre memórias, pessoas e lugares que traduzem o patrimônio histórico e cultural da cidade. O roteiro percorrido é formado pelo Largo São Bento, Largo São Francisco e Igreja Ordem Terceira do Carmo. Durante o passeio, historiadores narram curiosidades e histórias sobre cada local, enquanto os fotógrafos auxiliam nos registros.

Vila Itororó Visitação ao Pátio de Casas, com encenação da peça “Cidade Submersa” (acompanhada de debate), sábado e domingo, 14h Concepção: Abílio Ferreira e Jorge Peloso Fotografia: Alícia Peres | Elenco: Camila Andrade Produção: Impulso Coletivo Oficina “Conservação de madeiras – Técnicas de conservação e manutenção baratas e viáveis” • Sábado, 10h Oficina “Xilo na Vila” • Sábado, 14h Otis Trio • Domingo, 13h Oficina “Prospecção estratigráfica na Vila Itororó” • Domingo, 14h

A festa de lançamento desta edição do evento será realizada no Beco do Pinto, dia 16, a partir das 18h, com a Pratododia All Stars, que apresenta um repertório de reggae, ritmo registrado como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Entre os destaques da programação está o Grande Cortejo da Memória Paulistana, que no sábado (17) percorre o Triângulo SP, criando um roteiro de memória conduzido pelo ator Pascoal da Conceição que entra em cena como Mario de Andrade e apresenta personagens históricos, interpretados por grandes nomes da dramaturgia brasileira.Com direção artística de Georgette Fadel e dramaturgia de Bernardo Galegale, o espetáculo traz Beth Araújo como Marquesa de Santos, Kelly Campelo como Anita Malfatti, Cassio Scapin como Adorinan Barbosa, Laila Garin como Elis Regina, Leopoldo Pacheco como Plinio Marcos e Fernando Sampaio como Piolin, Aílton Graça como Tebas, arquiteto negro e autor de alguns projetos como a torre da primeira catedral da Sé e elementos decorativos da fachada da Igreja da Ordem Terceira do Carmo.

Os teatros independentes registrados pelo Conpresp como patrimônio imaterial da cidade oferecem 30 atividades entre oficinas e bilheteria, além de intervenções artísticas gratuitas.

Casa Mário de Andrade Visita guiada sábado e domingo, 11h e 15h • Até 20 pessoas Passeio “Cidade, memória e patrimônio: encontro com a Barra Funda” • Sábado, 10h-14h Divulgação

Parceria com o Sesc SP – O Sesc SP é parceiro da Prefeitura de São Paulo na Jornada do Patrimônio desde a primeira edição, em 2015, contribuindo com roteiros de memória, palestras, oficinas, materiais educativos e intervenções artísticas. Para este ano foram programadas 28 atividades realizadas por 13 unidades na capital e região metropolitana. Os roteiros buscam levar os participantes a encontrar pontos de identificação direta ou indireta com as muitas referências culturais simbólicas presentes na cidade.

Os temas dos roteiros apresentam abordagens diversas quanto às memórias paulistanas. O evento é um momento importante de ampliação e intensificação do sentido de pertencimento, da vinculação afetiva à cidade e do respeito e valorização da diversidade cultural.

O diálogo entre os conceitos de memória e esquecimento é uma temática muito presente nas atividades oferecidas pelo Sesc. A reflexão e crítica aos processos que culminaram no cenário urbano também são motivadores de roteiros, como o “Tamanduateí encontra São Caetano” que discutirá a expansão do núcleo histórico da cidade e o escoamento da produção do ABC Paulista.

Museu da Santa Casa de São Paulo Visita guiada sábado e domingo, 10h e 16h • Até 40 pessoas Oficina “Roda dos expostos de São Paulo” • Sábado, 9h Oficina “Contação de histórias paulistanas” • Sábado, 14h

Ainda na leitura de camadas menos visíveis apresentam-se os roteiros que tratam da resistência, como a história do “Quilombaque”, uma organização criada em 2005 por iniciativa de um grupo de jovens do noroeste da cidade, cujo envolvimento com a arte revelou uma alternativa de enfrentamento à violência e gentrificação vivenciada na região. Outra memória de resistência por meio da arte e cultura é contada no passeio ao Centro Cultural e Quilombo Urbano Aparelha Luzia, fundado em abril de 2016, criada pela ativista, artista, educadora e deputada estadual por São Paulo Erica Malunguinho. Estes e outros roteiros e programações podem ser acessados em sescsp.org.br/jornadadopatrimonio.

Confira a programação completa no site https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/noticias/?p=26411

Palácio da Justiça de São Paulo Palácio da Justiça do Estado de São Paulo Visita guiada sábado e domingo, 11h, 14h e 16h30 • Até 120 pessoas Exposição “Memorial da inclusão: os caminhos da pessoa com deficiência” • Sábado e domingo, 10h-18h Foto: Divulgação


Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat