Sala de concertos. Foto: Divulgação Agenda Cultural / É Grátis / História e Arte

Uma das maiores riquezas arquitetônicas de São Paulo ao alcance de todos. Quem passa pela Praça Júlio Prestes, na região da Luz, se surpreende ao ver um edifício tão imponente e belo.  É a Sala São Paulo,  antiga sede da Estrada de Ferro Sorocabana e patrimônio histórico da cidade.  Para conhecer este prédio imponente, faça uma visita guiada e conheça todos os detalhes desta construção.  Aos finais de semana, é grátis!

Sala São Paulo - Estação das Artes. Foto: Tuca Vieira

Sala São Paulo – Estação das Artes. Foto: Tuca Vieira

Eu já conhecia o prédio, mas sempre passava em frente apressada, porque infelizmente o entorno não é uma das regiões mais agradáveis de São Paulo. Infelizmente, a praça é frequentada por moradores de rua, é suja e pode ficar perigosa à noite. Porém, por ser sede da Osesp – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – e abrigar também a Secretaria do Estado de Cultura, a região também é bem policiada.

Quando vou à Virada Cultural, reparo no relógio da Sala São Paulo e vejo o quanto é bonito, mas a multidão e o palco não me deixava ver os detalhes da construção.  Quando soube das visitas guiadas, já agendei a minha.  Adoro visitas guiadas, acho a melhor forma de conhecer um lugar, com um especialista que lhe conta detalhes que passam despercebidos a olho nu.

Detalhe do relógio da Sala São Paulo. Foto: Tuca Vieira

Detalhe do relógio da Sala São Paulo. Foto: Tuca Vieira

Conhecendo por dentro

A visita na Sala São Paulo dura 50 minutos e começa com a exibição de um vídeo que conta a história do prédio.  A antiga estação de trens foi construída na época do apogeu do ciclo do café com o objetivo de trazer o café da região oeste para a capital. A construção foi entre 1926 e 1938. A obra demorou a terminar porque em 1929, com a crise da bolsa nos Estados Unidos, o dinheiro ficou escasso e a obra ficou parada por algum tempo.

A estação de trem Júlio Prestes fica no mesmo prédio, separado apenas com portas e janelas antirruído para não deixar escapar barulho e vibração para a sala de concertos. Por muito tempo, aquele prédio ficou ocioso quando se teve a ideia de revitalizá-lo.  Primeiro, pensou-se em construir um shopping center.  Mas alguns não concordaram e resolver fazer do local a sede da Osesp (Ufa!).  O processo de restauração durou cerca de dois anos. As obras custaram 45 milhões de reais, financiado com recursos públicos do governo do estado e também por empresas.

Sala de concertos. Foto: Divulgação

Sala de concertos. Foto: Divulgação

Valeu a pena esperar. O prédio da Sala São Paulo tem estilo neoclássico é uma joia rara em meio ao caos da região da Luz. Ao entrar, parece que você está na Europa.  Com a explicação do guia, você consegue imaginar os áureos tempos e se transportar pela história.

A sala de concertos

Antigamente funcionava ali um jardim de inverno,  com colunas em estilo grego, medidas e proporções ideais, foi encontrado um espaço de grande potencial acústico, devidamente convertido em sala de concertos, que impressiona pelos seus detalhes técnicos e beleza.

O forro acústico móvel é composto por 15 painéis no teto que podem ser rebaixados para alterar o volume no interior da sala, ajustando a acústica de acordo com cada apresentação. Os detalhes como reentrâncias e saliências nas cadeiras e nos camarotes são feitos desta maneira para que o som não faça eco e seja perfeitamente audível na mesma intensidade por toda a sala.

Sala São Paulo, vista noturna. Foto: Tuca Vieira

Sala São Paulo, vista noturna. Foto: Tuca Vieira

Vista aérea da Sala São Paulo, a antiga sede da Estrada de ferro Sorocabana. Foto: Divulgação.

O palco também pode ser recuado e tem um elevador. A sala tem capacidade para 1469 pessoas mais 15 vagas para cadeirantes e tem área total de 1.018 m2.  Toda esta tecnologia e detalhes foram reconhecidos por especialistas. O Jornal britânico The Guardian publicou uma matéria colocando-a entre as dez melhores salas de concerto do mundo destacando as qualidades acústicas.

Mas a visita só torna-se completa assistindo a uma apresentação e foi isso que fiz.

Concertos matinais

Num domingo frio e nublado fui assistir a Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo.  Emocionante! Ver ao vivo e de perto um concerto naquela sala é uma experiência maravilhosa que recomendo a todos. Os concertos matinais acontecem aos domingos, às 11h e tem apresentações gratuitas. Os ingressos são distribuídos durante a semana.

O mais legal é que todos têm acesso a espetáculos de excelente qualidade. No público observava crianças, famílias, pessoas de todas as classes sociais e idades, ou seja, programa cultural de graça!

Vista aérea da Sala São Paulo, a antiga sede da Estrada de ferro Sorocabana. Foto: Divulgação.

Vista aérea da Sala São Paulo, a antiga sede da Estrada de ferro Sorocabana. Foto: Divulgação.

A Osesp tem vários projetos sociais que trazem alunos de escolas públicas, crianças e jovens de comunidades carentes e ongs para fazerem as visitas guiadas e assistirem aos concertos.

As visitas guiadas acontecem de segunda a sexta, às 13h e 16h30 e custam R$ 5. Aos sábados e domingos, são gratuitas e acontecem às 13h e 13h30. É preciso agendar no site.

Para conhecer a programação completa das apresentações acesse aqui o site da Sala São Paulo.

Osesp - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Foto: Divulgação

Osesp – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Foto: Divulgação

[et_bloom_inline optin_id=optin_1]

Meu nome é Patrícia Ribeiro. Sou formada pela Faculdade Cásper Líbero e já trabalhei como editora e repórter em revistas, jornais, sites e em assessoria de imprensa. Adoro contar histórias, sou curiosa e gosto de ouvir as pessoas. Como gosto de viajar, acabei escrevendo muitas reportagens de viagens e turismo e produzi guias de viagem nacionais e internacionais. Adoro a vida cultural da cidade e descobrir lugares novos. Resolvi aliar o que eu gosto do que faço no meu tempo livre neste blog e compartilhar minhas dicas com moradores e visitantes.





APOIE PASSEIOS BARATOS EM SP!

Nós somos uma agência de turismo e no momento estamos sem poder trabalhar. Enquanto isso, nós criamos conteúdo relevante sobre São Paulo e outras cidades, dicas de lugares e passeios no nosso blog. Ajude-nos a continuar nosso trabalho fazendo uma contribuição.

Clique aqui, para nos apoiar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat